Diretório internacional avalia trabalhos realizados pela advocacia de Ricardo Tosto

Saber como a empresa onde se trabalha tem realizado suas atividades é uma preocupação recorrente entre gestores e profissionais. Com o segmento jurídico não é diferente. Para que avaliações periódicas possam servir para a implementação de melhorias, diversos escritórios de advocacia de todo o mundo enviam relatórios a fim de participarem das análises do diretório Legal 500. Na edição de 2017, a advocacia Leite, Tosto e Barros, instituição onde Ricardo Tosto detém sociedade, ingressou como participante.

Espalhados pelo planeta, outros diretórios também efetuam o mesmo trabalho que o Legal 500. Um deles, cujo nome é Chambers Latin, trata-se de uma instituição bastante conhecida pelos profissionais da área jurídica. Em relação à forma de obtenção e apuração dos resultados das empresas ingressantes nos processos avaliatórios, tudo se inicia com o ato de se enviar todo o material solicitado pela comissão organizadora. Embora os trâmites sigam uma espécie de protocolo, determinados avaliadores podem requerer que alguns inscritos sejam submetidos à entrevistas com a intenção da realização de análises mais completas.

Em conjunto com Ricardo Tosto, outros advogados do escritório respondem pela atuação em processos das mais variadas causas, o que torna a instituição aberta a diversos tipos de presença em ações. As análises do diretório, no entanto, mostraram forte empenho da advocacia na representação de empresas que prestam serviços de transmissão de energia. Além disso, alguns bancos também tornaram-se grandes clientes da organização jurídica em detrimento do aumento de demandas ocasionadas no campo trabalhista.

A estrutura gerada pelo escritório em torno de assuntos inerentes aos processos de reestruturação e falência fez com que a comissão de avaliação do diretório classificasse a instituição como apropriada ao desenvolvimento do trabalho nesse tipo de ação. Nessa modalidade, Rodrigo Quadrantes, um dos sócios de Ricardo Tosto e advogado responsável pelo desenvolvimento de tais atividades, foi considerado pelo guia como um profissional com presença destacada dentro do escritório Leite, Tosto e Barros.

Em causas de ordem corporativa, o Legal 500 citou as advogadas Cristina Lombardi e Mariana Nogueira em se tratando da relevância que as profissionais apresentam para a melhoria da capacidade societária da empresa. Assim sendo, o departamento de compliance do escritório passou a figurar entre outros estabelecimentos cujos desempenhos também foram significativos dentro da área.

Os processos que culminam em ações litigiosas são geralmente responsáveis por boa parte da carga de trabalho das advocacias na atualidade. Na Leite, Tosto e Barros, as tarefas decorrentes dessa área foram geradas principalmente pelo aumento das demandas de empresas dos ramos da construção civil e do setor de energia. Colega de Ricardo Tosto, o advogado Paulo Guilherme Lopes foi um dos profissionais que mais obtiveram destaque através das considerações do diretório.

Dentre os vários advogados que foram elencados quando da realização das avaliações do diretório, Eduardo Nobre e Tiago Cosenza apareceram na publicação em decorrência da maneira como realizaram suas atividade no tocante a processos ligados às licitações do ramo de concessão de energia no país. A atuação dos profissionais que trabalham com Ricardo Tosto foi mencionada pelo fato de alcançarem êxito em suas atividades.

 

 

Author: Nager10